domingo, 3 de dezembro de 2017

Durchlässigkeit







"O mundo, lavado pelo pelo sol, não sofria de enigmas. Tudo lhe parecia transparente e lúcido, inclusive Deus, o Qual, assumindo formas diversas, tantas vezes lhe surgia ao entardecer para dois dedos de agradável conversa."


José Eduardo Agualusa, Teoria Geral do Esquecimento, Lisboa: Publicações D. Quixote, 2012, p. 139

Traumhaft







"Os dias deslizam como se fossem líquidos. Não tenho mais 
cadernos onde escrever. Também não tenho mais canetas. 
Escrevo nas paredes, com pedaços de carvão, versos sucintos."

José Eduardo Agualusa, Teoria Geral do Esquecimento, Lisboa: Publicações D. Quixote, 2012, p. 81

sábado, 25 de novembro de 2017

Nichts





"Nada.

Nem o branco fogo do trigo
nem as agulhas cravadas na pupila dos pássaros
te dirão a palavra.

Não interrogues não perguntes
entre a razão e a turbulência da neve
não há diferença.

Não coleciones dejetos o teu destino és tu.

Despede-te
não há outro caminho."


Eugénio de Andrade, Véspera da água, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 1990, p. 12

domingo, 12 de novembro de 2017

Erinnerungsstücke







"É mais do que certo e sabido que a morte, quer por incompetência de origem quer por má-fé adquirida na experiência, não escolhe as suas vítimas consoante a duração das vidas que viveram, procedimento este, aliás, entre parêntesis se diga, que, a dar crédito apalavra de inúmeras autoridades filosóficas e religiosas que sobre o tema se pronunciaram, acabou por produzir no ser humano, reflexamente, por diferentes e às vezes contraditórios caminhos, o efeito paradoxal duma sublimação intelectual do temor natural de morrer."


  José Saramago, Todos os Nomes, Lisboa: Editorial Caminho, 2006, p. 16




quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Liebe Taufpatin!







"Hoje roubei todas as rosas dos jardins
E cheguei ao pé de ti de mãos vazias"

Eugénio de Andrade, Primeiros Poemas, As Mãos e os Frutos, Os Amantes Sem Dinheiro, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2000

domingo, 5 de novembro de 2017

Verzicht






"Todos podemos, ao longo da vida, conhecer várias existências. Eventualmente, desistências. Aliás, o mais habitual."


José Eduardo Agualusa, Teoria Geral do Esquecimento, Lisboa: Publicações D. Quixote, 2012, p. 55